sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Do dia em que tornei falível...

Ser-lhe diagnosticada uma depressão e descobrir que não consegue realmente entender uma frase de Deleuze, e não necessariamente por esta ordem e os dois factos podem ou não estar relacionados, é demais para uma simples mortal como eu, que ainda por cima, descobriu hoje, é extremamente falível.

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

mesmo dormindo

as melhoras são passageiras, mas hoje já consigo organizar uma raciocínio. ainda que medíocre.
melhores dias virão.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

a sensação é de que se eu pudesse enfiar a mão pela goela para tirar o que me está a impedir de respirar sairia qualquer coisa como uma bola de ténis ou maior talvez.

Dezembro

Um novo mês é sempre a promessa de começar tudo de novo. Ainda que seja o último mês do ano.
31 dias para alterar o que não foi alterado. Cumprir as resoluções pensadas num dia para 12 meses e que nunca serão realizadas.

Altura de começar a pensar nas resoluções do ano que vem. O que é que vai ser diferente? O que é eu vou mudar?

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Na oficina...

E no mecânico, eu digo: É que o carro está a fazer um barulho esquisito por baixo. Ora numa roda, ou noutra... E às vezes é quando viro, noutra é quando meto a mudança....
E o mecânico olha para mim com um ar baralhado e diz: Mas qual é o barulho? É que ele faz barulhos por todo o lado.


quarta-feira, 23 de novembro de 2016

mais uma porta do mundo adulto aberta

tomei hoje o meu primeiro ansiolitico. Vá, a primeira metade de um ansiolitico.
Acho que estou um bocado ansiosa com isto....